terça-feira, 24 de agosto de 2010

vestida de céu


Pensava que casar seria entrar no paraíso. No país do noivo, com pedaços de céu azul, fez seu vestido. Em pouco tempo nublou, ficou tudo cinzento e ela afogou-se em tempestades onde não faltaram raios e trovões. Sua cabeça, entretanto, permaneceu protegida e lúcida sob o véu amplo e colorido, nos tons seguros e permanentes de sua terra natal, retalhos do céu da África.

escrito em 24-08-2010

4 comentários:

dudv disse...

Belo texto, iluminado.

Angela disse...

Oi Dudu, não sabe como é bom abrir este blog e te encontrar aí.
Tive que fazer uma atualização na minha máquina e, até agora estou perdidona!
Obrigada.

:: Giselly :: disse...

Puxa... Nem fiz atualização em minha maquina e estou como você.

Angela disse...

Giselly,
algumas vezes temos como encontrar a causa, em outras é mais difícil!
Quem sabe arranjamos pedrinhas para marcar o caminho...