domingo, 25 de abril de 2010

Ficando grande

imagem de arquivo pessoal


Com a filha pela mão, o homem a prepara para o final de semana juntos. Avisa que vai apresentá-la à moça que será sua nova mamãe. Chorando muito, a menina nega o encontro. Em vão o pai tenta consolá-la, imaginando-a saudosa da mãe recentemente falecida. Estanca pasmo, ao ouvir: - Mas papai, eu prometo crescer rápido para dormir com você na cama grande!


escrito em 21-04-2010

3 comentários:

dudv disse...

Interessante. Ótimo conto.

dudv disse...

O que achei interessante é que há várias leituras neste conto. E você coloca de forma natural certos assuntos que muitos outros autores colocam de forma bizarra. E isto é muito legal, pois mostra que certas atitudes acontecem não na anormalidade, mas sim no cotidiano.

Angela disse...

Obrigada Dudu,
creio que a razão desta naturalidade está, de fato, na forma como encaramos os fatos da vida e da natureza humana, sem tabus, sem censuras inúteis e falsas.