terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Vida após a morte

asas por angela schnoor

Fazia algum tempo andava trôpega, caía em cada desnível que surgia e os buracos pareciam imensos precipícios. Exausta de lutar e controlar sumiu em um vão maior entre todos e passou um tempo perdida de si mesma. Como se tivesse acordado, de repente percebeu-se leve. Cambalhotava em vez de tropeçar, sentiu-se em outro mundo e muito melhor! Estava borboleta!


escrito em 21-12-2009

2 comentários:

dudv disse...

Lindo!!!

Angela disse...

Que bom ter gostado de minha ânsia por voar!