terça-feira, 1 de dezembro de 2009

O reflexo

imagem encontrada no google



Doente há tempos, a irmã piorava pelo abandono em que a deixavam. Criticava, cobrava e humilhava a pobre moça que só se desculpava. Naquela tarde falou-lhe com tal rispidez, cobrou e ameaçou tanto que o desespero levou a irmã a se atirar no espaço. Ano seguinte sentiu um empurrão contra a grade da varanda. Assustou-se mais ao ouvir gargalhadas e reprimendas ao seu comportamento. Realmente não estava sendo correta, mas quem saberia? Ao tapar os ouvidos uma rasteira a desequilibrou. Caiu no vazio ainda a tempo de perceber o reflexo de sua alma tão mesquinha.


escrito em 01-12-2009

2 comentários:

dudv disse...

Fiquei com medo. Ótimo conto.

Angela disse...

Dudv
Algumas pessoas dão medo, de fato!
E esta é real, pena que ainda não caiu de qualquer lugar e até em si mesma já valia!