sexta-feira, 4 de setembro de 2009

doce incêndio

imagem sem autor



Elisa, apaixonada por um primo distante, leu num almanaque que para conquistar alguém, o nome devia ser colocado em um pires coberto com açúcar encimado por uma vela acesa. Ansiosa, usou papel grande, que coubesse o nome inteiro do rapaz. Vela acesa, colocou sob a janela e foi dormir. O vento da madrugada ajudou o fogo. Salva pelo vizinho, apaixonou-se sem saber que o rapaz já andava de olho nela desde que mudara para o lugar. Naquela semana, bem que ficara tentado a fazer a simpatia de uma revista, desistiu por temer incêndio.

escrito em 31-08-2009

6 comentários:

dudv disse...

Muito bom!!

:: Giselly :: disse...

As vezes a gente olha tanto para um lado e se esquece que são 360 lados diferentes para a gente olhar. D+

Linhas de fuga disse...

Vc me inspirou a tentar um:
http://pontesobreoabismo.blogspot.com/
abs
W

Angela disse...

dudv
Obrigada. estava sentindo falta deste vício! :D

Angela disse...

:: Giselly ::
É isso aí! Mas, se ficarmos olhando os 360, também cegamos para a direção... a vida é uma brincalhona!
um bj.

Angela disse...

Linhas de fuga
Fui ler e só tenho a agradecer seu apoio e incentivo.
Gostei de seu conto. Acho que podia tentar outros. Aproveitou muito bem a história de Leni e a imagem excelente.
De fato fiquei meio sem saber se achei esta propaganda uma boa idéia, mas gostei da imagem- Hitler encarna bem um vírus letal!