quarta-feira, 1 de julho de 2009

Maldição atávica



Sabiam-se adotados. Intuitivamente percebiam que nada do que faziam juntos resultava benéfico, como se vivessem com uma praga sobre suas cabeças. Ao se tornarem adultos, Diari foi ser médico na índia, enquanto Dinari, sociólogo, foi trabalhar pelos direitos das crianças de uma pequena aldeia em Madagascar. Lá, uma lei arcaica, obriga os pais das crianças nascidas de partos múltiplos a matar estes filhos ou abandoná-los num estábulo para serem pisoteadas por zebus. Depois de muito sofrido e combatido, descobriu que ele e o irmão haviam nascido naquele lugar onde os gêmeos são amaldiçoados.


escrito em 01-07-2009

6 comentários:

José Lopes disse...

O nome Microargumentos da página, é merecido. Este, por exemplo, poderia dar um belo argumento de filme, ou sinopse da trama de um romance

Alejandro Ramírez disse...

Un par de vidas complejas resumidas en unas líneas.

Angela disse...

José Lopes, meu caro!

Obrigada por estar aqui.
E pensar que isto ocorre em nossos dias! Em, Mananjary- Madagascar, este estigma ainda vigora!

Angela disse...

Alejandro Ramírez
Gracias por comentar meus contos!

dudv disse...

Mitológico. Está inspirada mesma!!!

Angela disse...

dudv
este nem é mitológico. É super real e atual, por + incrível que possa parecer!