quarta-feira, 22 de abril de 2009

Prepotência

VU_contrabaixo



A hora do concerto se aproximava e sua angustia crescia. Era a primeira vez após a separação que, em público, tocaria o corpo do instrumento que sempre associara à sua amada. Sua prepotência destruíra o casamento e agora via a carreira ameaçada. Segurava o arco e lembrava de todas as vezes que atritara o corpo da mulher sem afinar com seu tom.

Escrito em 21-04-2009

4 comentários:

dudv disse...

O violão, violino e instrumentos parecidos, realmente se assemelham a um corpo feminino. Gostei muito deste conto, a prepotência é broxante.

Angela disse...

dudv Entre todos que tem esta forma, o contrabaixo mais se parece com o corpo feminino pelo tamanho e por ser "abraçado" ao ser tocado. O conto não fala em broxar, mas em egoísmo, em não respeitar o ritmo e sensibilidade da mulher.

Ana M disse...

ai, querida, vc diz cada verdade da vida...

saudades,
bisouca

Angela disse...

Ana M querida linda, estou em falta com seu ultimo e-mail e vc aqui, novamente! Obrigada minha flor,fiquei feliz cm suas noticias! logo te respondo.beijo carinhoso.