quinta-feira, 16 de outubro de 2008

No Céu

imagem encontrada no google


Fanático pelo espaço, desde criança quis ser pára-quedista. Estava realizado até a renovação anual do exame médico. Deixou a sala cabisbaixo e correu para o avião. Precisava mais que nunca relaxar no azul. Ninguém impediria este salto, mesmo fora de hora.
Os colegas e o piloto olhavam desesperados sua queda vertiginosa de encontro ao solo.
O pára-quedas não falhara. O enfarto fulminante, previsto pelo médico, fizera do céu seu ultimo desejo.


escrito em 13-10-2008

2 comentários:

dudv disse...

Bonito e respeito a decisão do personagem, mas eu não faria isto.

Angela disse...

Dudv
Você somaria a frustração à morte?
Para preservar um corpo?
Me pareceu que o cara escolheu morrer fazendo o que mais gostava!

lamento a sua decisão!