segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Sina inglória

uróboro





Antes, quando fui árvore, bem antes de ser eu mesma, e ainda quando fui cavalo e corria pelos campos, jamais poderia pensar neste rebaixamento de qualidade em minha existência. O que fiz de errado ou maléfico, mesmo quando simples florzinha dos prados, para que tivesse a sina de ser, agora, parte da raça humana?



escrito em 28 - 09-2008

2 comentários:

dudv disse...

Que crítica, muitas vezes somos o mais baixos de todos os seres.

Angela disse...

Obrigada Dudv!
Talvez a maioria discorde de mim mas ando tão saturada do genêro humano!
E foi meu neto de tres anos que me inspirou este tema quando disse textualmente: Vó, quando eu era cachorro, eu não era eu mesmo...