sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Em nome de Deus

foto de Cartier-Bresson-Igreja dos Jeronimos


Confessava. Era cristã e estava convicta de cumprir seu dever. Ao deixar a Igreja, absolvida pela certeza de ter agido em nome de Deus, muitos viveriam o inferno, condenados a partir de suas denúncias.



escrito em 28-08-2008 02h29


2 comentários:

eduardo disse...

muller terrível

Angela disse...

Eduardo
Quantas e quantos, durante toda a história da humanidade,não fizeram e ainda fazem isto?