quarta-feira, 21 de maio de 2008

Brincadeiras

menina - imagem da web




A menina que brincava na areia parecia estar entre os seis e oito anos. Forte, ruiva e cacheada, tinha um tipo bem diferente do homem com quem chegara. Moreno e franzino, ele a olhava fixa e impaciente, até que o ouvi dizer, entre dentes: - vamos logo, acaba com isso. Temos que chegar antes da mamãe, para tomar nosso banho. Então, você brinca com o papai, faz ele ficar feliz, e amanhã, prometo voltarmos ao parque outra vez.





escrito em 15-05-2008

5 comentários:

dudv disse...

Triste e verdadeiro.
Faz pensar.

Angela disse...

dudv
Sim, mas faz um exercício: leia novamente sem a menor malícia. Leia como uma descrição pura de um pai desempregado que está cuidando da filha enquanto a mulher trabalha e só!
Depois me conta...

Dédalus disse...

Preciosa la fotografía de la menina, Angela.

Saludos.

ma disse...

A criança é linda e tem uns olhos tão inocentes.

Talvez tenha sido esse olhar inocente que torna o conto suave.

Beijinhos

Angela disse...

Ma
este conto tem, pode se dizer, duas versões. Com maldade e sem ela. Veja como é possível que ele seja absolutamente inócuo!