terça-feira, 11 de setembro de 2007

Estertores.

- Filha, abra as janelas, preciso de ar!
E a menina, triste, tentava fazer vento abanando um jornal inexistente.
Não era o ar que faltava. Eram pulmões.



Escrito em 07-09-07

4 comentários:

125_azul disse...

Divino!

Negão disse...

Triste!!! Retrato de uma morte com sofrimento.

eduardo disse...

Este blog promete!!!

Angela disse...

125_azul
Beijo. Que bom ter gostado. Foi tão triste!

Negão
Foi exatamente assim como vc. percebeu. Mas, diz a ciência, que depois a pessoa entra numa proteçaõ física e nada sente mas a visão de quem está de fora é terrível!

Dudu
Que os anjos te ouçam! um bj.